15 setembro 2015

Êta Giovanna : A Regra do Jogo

Escrita por João Emanuel Carneiro, mesmo autor de Avenida Brasil (novela que fez o auê), A Regra do Jogo, desde da sua primeira chamada com os personagens no tabuleiro de xadrez, prometia.


Devo confessar que o primeiro capítulo começou bem promissor, mas foi me perdendo, nem sei direito dizer o porquê. Só logo logo meu interesse voltou com tudo. O motivo pra isso foi, principalmente, por causa de dois personagens. Como resistir ao maravilhoso Alexandre Nero no papel de Romero Rômulo? Mais malandro que ele só Anthony de Verdades Secretas. Mesmo cometendo alguns erros mirins, como estampar suas iniciais nas almofadas da sua cobertura secreta da casa do seu amigo rico que investe em sua ONG, ele é bom no que faz. Pagando de humanista do jeito mais clichê possível e trabalhando pro outro lado, tem coisa mais inteligente?


Falando em coisa inteligente... Atena. Na mitologia grega Atena é a deusa da sabedoria, das artes, da guerra, já na novela... bom... de certo modo continua sendo sábia, amando "artes" (quanto mais caras melhor, nada desses quadros horríveis da Sumarinha) e definitivamente guerreira! O fato de ser uma ladra que adora dar golpes é só um mero detalhe. A-MO vê-la em ação ludibriando as pessoas na maior cara-de-pau e o pior (melhor pra ela) NINGUÉM percebe até que seja tarde demais, então fica de olho: a Atena, estelionatária, e outros adjetivos do nível, será cobiçada pela mulherada por vestir looks estonteantes, abusando do dourado porque quer ostentar o que não tem. Giovanna como sempre lançando moda, eta mulher porreta!

Imagens: Google
Ouvi um zum zum por aí que o telefone da Globo não para, tá todo mundo querendo saber sobre a unha que já é tendência (Negative Space)! Não bastou a tendência do esmalte azul em Em Família! Êta Giovanna!

Imagem: Google

Mas a novela só está começando, e até o capitulo final tem chão, e com certeza faremos outra postagem com os looks que vão levar as mulheres a falência. e já aviso que: SOU TEAM ROMENA!

E outra coisa que vale ressaltar, pra mim, o fato de cada capítulo ter um nome deixa novela ainda mais interessante, pois dá a impressão que cada capítulo foi pensado para o desenvolvimento da trama, logo, talvez não haja tanta enrolação pra sustentar a novela até o final (nem aquelas mudanças para agradar o público, convenhamos, já tá agradando), ou pelo menos toda a enrolação já foi tão bem programada que nem soe assim. Seja como for, vai ser muito fascinante ver se todos os capítulos terão nome, porque francamente, eu sou péssima em dar nomes, imagina pra mais de 200 capítulos?

Beijos e até a próxima postagem!